Projetos alternativos de alto-falantes

Autor: 
Tom Harris

A maioria dos alto-falantes produz som com condutores tradicionais. Mas há algumas outras tecnologias no mercado. Esses projetos têm algumas vantagens sobre os tradicionais alto-falantes dinâmicos, mas são insuficientes em outras áreas. Por essa razão, geralmente eles são usados em conjunto com outras unidades de condutores.

A alternativa mais popular é o alto-falante eletrostático. Esses alto-falantes vibram o ar com um painel de diafragma condutivo grande e fino. Esse painel de diagrama é suspenso entre dois painéis condutivos fixos que estão carregados com corrente elétrica de uma tomada da parede. Esses painéis criam um campo elétrico com uma extremidade positiva e uma negativa. O sinal de áudio passa pela corrente através do painel suspenso e rapidamente muda entre uma carga positiva e uma negativa. Quando a carga é positiva, o painel é puxado para a extremidade negativa do campo; quando a carga é negativa, ele se move para a extremidade positiva no campo.


O diafragma é carregado alternadamente com uma corrente positiva e uma negativa, baseando-se na variação do sinal elétrico de áudio. Quando o diafragma está positivamente carregado, ele oscila para a placa frontal, e quando é carregado negativamente ele oscila para a placa traseira. Desse modo, ele reproduz precisamente o padrão gravado das oscilações do ar.

Desse modo, o diafragma vibra rapidamente o ar na frente dele. Como o painel tem uma massa baixa, ele responde muito rápida e precisamente a mudanças no sinal de áudio. Isso faz a reprodução do som clara e extremamente precisa. O painel não move uma grande distância; contudo, ele não é muito eficaz na produção de sons de baixa freqüência. Por essa razão, alto-falantes eletrostáticos são geralmente unidos com um woofer que impulsiona a variação de baixa freqüência. Outro problema com os alto-falantes eletrostáticos é que eles devem ser plugados na parede, sendo então mais difíceis de colocar em uma sala.

Outra alternativa é o alto-falante magnético plano. Essas unidades usam uma longa faixa de metal suspensa entre dois painéis magnéticos. Elas funcionam basicamente do mesmo modo que os alto-falantes eletrostáticos, exceto que a alternância das correntes positiva e negativa move o diafragma em um campo magnético em vez de em um campo elétrico. Como os alto-falantes eletrostáticos, eles produzem um som de alta freqüência com precisão extraordinária, mas os sons de baixa freqüência são menos definidos. Por essa razão, geralmente o alto-falante magnético plano é usado apenas como um tweeter.

Ambos os projetos estão se tornando mais populares entre os audioentusiastas, mas os condutores dinâmicos tradicionais ainda são a tecnologia predominante. Você vai encontrá-los em todos os lugares, não apenas em aparelhos de som, mas em despertadores, sistemas públicos, televisões, computadores, fones de ouvido e muitos outros aparelhos. É incrível como um conceito simples revolucionou o mundo moderno!

Para mais informações sobre alto-falantes e assuntos relacionados, confira os links na próxima página.