Como jogar bola de gude

Autor: 
Cíntia Costa
Bola de gude

"Teco, teco, teco, teco, teco, na bola de gude, era o meu viver. Quando criança no meio da garotada com a sacola do lado, só jogava pra valer". O chorinho de Pereira da Costa e Milton Villela, perpetuado na voz da cantora Gal Costa, fala sobre uma menina que gostava de jogar bola de gude, revelando o quão democrática é a brincadeira. Para jogar bola de gude não há limite de participantes nem idade nem sexo. E o material usado é muito barato. As bolinhas custam R$ 0,01 cada, no atacado, e o jogo não exige mais que um pedaço de chão para acontecer.

bola de gude

Existem várias maneiras de jogar. Pode ser com o objetivo de conquistar as bolas do adversário ou simplesmente testar a precisão dos movimentos. As jogadas podem ser de feitas de perto, de longe, de uma vez só ou aos “petelecos”. Cada modalidade tem um nome, que pode variar dependendo da região do país; búlica, borroca, fubeca, ximbra e berlinde são alguns dos mais populares.

 

Onde jogar

O chão de terra é o ideal, já que
algumas modalidades pedem pequenos buracos no caminho. Dá para jogar em
terrenos asfaltados e pisos, marcando a arena com um giz, mas isso
implica em fazer adaptações nas fases que envolvem buracos, como
substitui-los por círculos.

Material necessário

Bola de gude - material
iStockphoto/Peter Hansen

Bolinhas
de gude. Cada jogador traz de casa sua coleção de bolinhas, que pode
crescer ou diminuir, dependendo de seu desempenho em jogo e das regras acordadas no início. Existem
bolas de tamanhos e cores diferentes, algumas de uma cor só e outras
com detalhes internos chamados de “olho de gato”. Todas elas funcionam do mesmo jeito.

Neste artigo, você vai encontrar as regras de algumas das infinitas modalidades e aprender sobre a história da brincadeira e o processo de fabricação das bolinhas de gude.