Como tratar a síndrome do túnel do carpo

Autor: 
Editores do Consumer Guide

Se sua profissão ou hobby requer que você passe muito tempo martelando teclas de caixas registradoras, apertando cordas ou furos de um instrumento musical, torcendo uma chave de fenda, clicando um mouse de computador ou fazendo qualquer outro movimento repetitivo e forçado com suas mãos, você pode estar correndo o risco de ter uma condição dolorosa chamada síndrome do túnel do carpo (STN). Isso é válido também se você usa as mãos para controlar uma britadeira ou outro instrumento vibratório potente.

Neste artigo, vamos rever os sintomas, causas e tratamentos para a síndrome do túnel do carpo. Vamos também compartilhar dicas sobre como você pode proteger seus punhos. Começaremos com uma visão científica dessa condição.

Definição

A síndrome do túnel do carpo é um conjunto de sintomas que geralmente incluem dormência, formigamento ou uma sensação de "alfinetadas", queimação e dor contínua nos dedos polegar, indicador, médio e parte do dedo anular (a metade mais próxima do polegar). No início, estes sintomas tendem a aparecer no meio da noite ou logo após um período prolongado de movimentos repetitivos, e normalmente se consegue alívio balançando as mãos.

O túnel do carpo é formado pelos ossos do punho (carpo significa punho) e pela faixa rígida de tecido conjuntivo conhecida como ligamento transverso do carpo. Entre as estruturas que se encontram dentro do túnel estão o nervo mediano e os tendões que flexionam os dedos e o polegar. Qualquer edema ou espessamento de tecido dentro do túnel pode fazer com que o nervo mediano fique comprimido entre o ligamento transverso do carpo e os tendões e outros conteúdos do túnel. O nervo que está sendo comprimido (que controla o polegar, indicador e terceiro dedo) não pode funcionar como deveria, causando os sintomas da síndrome do túnel do carpo.

À medida que a condição piora, o desconforto ocorre com mais freqüência e torna-se mais incômodo. Em casos graves, a dor pode começar no punho, subir pelo antebraço e chegar até o ombro; a dormência nos dedos e no polegar pode tornar-se constante e os músculos do polegar podem se atrofiar, causando perda da força de garra e de coordenação.


A condição afeta mais freqüentemente as mulheres entre 30 e 50 anos de idade. Pode desenvolver-se ou piorar por causa do trabalho que requer movimentos repetidos de agarrar, torcer ou girar a mão e o punho, especialmente contra resistência ou usando instrumentos vibratórios.

Causas

Tocar violão pode colocar você em risco de ter a síndrome do túnel do carpo.

Quem toca violão está sujeito a adquirir a 
síndrome do túnel do carpo


A causa mais comum da síndrome do túnel do carpo é a realização de movimentos repetitivos e forçados da mão, especialmente com o punho dobrado ou a mão em uma posição desajeitada, o que irrita os tendões e faz com que fiquem inchados. Por essa razão, a STC, assim como a tendinite e a bursite, é considerada uma "lesão por esforço repetitivo". Contudo, condições médicas tais como artrite reumatóide, hipotiroidismo (baixos níveis de hormônio da tiróide), gravidez e excesso de peso podem também levar a sintomas da síndrome do túnel do carpo por causarem edema dentro do já apertado túnel do carpo.

Ver o interior do punho vai ajudar você a compreender por que ocorre a STC. O túnel do carpo é uma passagem estreita que atravessa o punho. Tem apenas o tamanho de um selo postal, mas é abarrotado de nervos, vasos sangüíneos e 9 tendões diferentes, que controlam os movimentos dos dedos.

Movimentos repetitivos ou certas condições médicas podem fazer com que os tendões inchem, reduzindo o fluxo sangüíneo e comprimindo o nervo mediano, que é quem controla o movimento e a sensibilidade dos dedos polegar, indicador, médio e um lado do anular. O nervo mediano não controla o dedinho, portanto, se seus sintomas estenderem-se até o dedo mínimo, provavelmente o seu problema não é uma síndrome do túnel do carpo. Essa compressão é o que causa os episódios de dormência, formigamento e queimação da síndrome do túnel do carpo. Se não for tratada, pode resultar em atrofia muscular e danos permanentes ao nervo.

A artrite reumatóide pode também causar inflamação das bainhas (coberturas) dos tendões, causando compressão. Outras causas possíveis incluem uma articulação do punho inflamada, um tumor benigno (não canceroso), mixedema (tecidos inchados devido à falta de hormônio da tiróide), tuberculose, amiloidose (uma doença caracterizada por depósitos anormais de proteína amilóide), e diabetes mellitus.


Sintomas

A dor contínua pode percorrer o antebraço e chegar até a articulação do ombro, pescoço e tórax (esse tipo de dor geralmente é aliviada chacoalhando a mão vigorosamente ou balançando o braço de forma solta a partir do seu encaixe no ombro; ocasionalmente essas dores são causadas pela compressão do nervo mediano na altura do braço ou antebraço). Outros sinais da síndrome do túnel do carpo incluem inabilidade de fechar a mão com força, deterioração das unhas e um aspecto seco e sem brilho da pele sobre as superfícies envolvidas.

As dores podem ocorrer nas duas mãos ao mesmo tempo. Elas podem ser constantes ou intermitentes e aumentam com o trabalho manual ou movimentos que flexionam o punho ou a palma da mão. A fraqueza dos dedos ocorre mais tarde do que os outros sintomas dessa condição e acompanha a atrofia (definhamento) dos músculos. Os sintomas da síndrome do túnel do carpo são geralmente piores à noite e pela manhã.

Diagnóstico

O diagnóstico preliminar inclui percutir o punho, o que causa formigamento na área da dor se estiver presente uma síndrome do túnel do carpo; e a flexão forçada do punho, que também pode reproduzir a dor. Embora raramente seja necessário, um exame de raio-x pode revelar anormalidades dos ossos do punho. O teste de condução dos impulsos nervosos é o meio mais específico de diagnosticar a condição.

Tratamento

O tratamento visa primeiramente aliviar a pressão no nervo mediano. Se a causa for o edema dos tecidos moles, elevar a mão pode eliminar os sintomas. Colocar o antebraço em uma tala à noite, mantendo a mão virada para cima e o punho estendido, também pode ajudar. Se uma inflamação dentro do punho for diagnosticada, pode-se injetar cortisona no interior do túnel do carpo. Os medicamentos antinflamatórios aliviam parte da pressão. Outras causas ou fatores agravantes associados ao distúrbio são tratados de forma apropriada.

Se as formas conservadoras de tratamento se mostrarem ineficazes, poderá ser necessária uma cirurgia para liberar o ligamento transverso do carpo de modo a aliviar a pressão sobre o nervo e impedir que ocorra dano permanente. Geralmente a força muscular retorna gradualmente após esse tipo de cirurgia, mas quando a cirurgia é protelada por muito tempo e os músculos se encontram gravemente deteriorados, normalmente não se consegue um retorno completo da força.

Fazendo algumas mudanças simples no seu estilo de vida cotidiano você pode impedir que a síndrome do túnel do carpo apareça. Se você já tem essa condição, as mudanças no estilo de vida podem impedir que ocorram danos adicionais. Vá para a próxima página para obter informações sobre essas mudanças no estilo de vida.

Essas informações têm propósitos apenas informativos. ELAS NÃO FORNECEM ORIENTAÇÕES MÉDICAS. Tanto o editor do Consumer Guide ®, da Publications International, Ltd., quanto o autor e o divulgador não se responsabilizam por nenhuma possível conseqüência dos tratamentos, procedimentos, exercícios, modificações de dieta, ação ou aplicação de medicação que resultem da leitura ou utilização das informações aqui contidas. A publicação dessas informações não constitui prática da medicina e não substitui as orientações de seu médico ou outro profissional da saúde. Antes de iniciar qualquer tratamento, o leitor deve procurar o conselho do seu médico ou de outro profissional de saúde.

O nome comercial dos produtos mencionados nesta publicação são marcas registradas ou marcas de serviço de suas respectivas empresas. A menção de qualquer produto nesta publicação não constitui endosso pelos respectivos proprietários da Publications International, Ltd. ou do HowStuffWorks.com, nem constitui endosso por qualquer uma dessas empresas de que seus produtos devam ser usados da maneira descrita nesta publicação.