Analógico convencional: potenciômetros

Autor: 
Tom Harris

Cada potenciômetro consiste de um resistor, (em inglês) na forma de uma trilha curva e de um braço de contato móvel. A alimentação elétrica do computador conduz eletricidade ao terminal de entrada, através do resistor curvo e do braço de contato, e de volta à porta do joystick no computador.

Ao mover o braço de contato ao longo da trilha, você pode aumentar ou diminuir a resistência que atua sobre a corrente que flui através desse circuito. Se o braço de contato estiver na extremidade oposta da trilha em relação ao terminal da conexão de entrada, a eletricidade terá de fluir através de um comprimento maior do resistor e encontrará resistência máxima. Se o braço de contato estiver próximo do terminal de entrada, o potenciômetro terá resistência mínima.

Cada potenciômetro está conectado a uma das hastes do joystick, de modo que girar a haste faz girar o braço de contato. Em outras palavras, se você empurrar o bastão ou o manche totalmente para frente, ele irá girar o braço de contato do potenciômetro para uma extremidade da trilha; se você puxá-lo em sua direção, ele irá girar o braço de contato na direção oposta.

Variar a resistência do potenciômetro altera a corrente elétrica no circuito conectado. Desse modo, o potenciômetro traduz a posição física do bastão em um sinal elétrico que passa pela porta do joystick rumo ao computador.

Esse sinal elétrico é totalmente analógico: é uma onda de informação variável, como um sinal de rádio. Para fazer que a informação seja útil, o computador precisa traduzi-la em um sinal digital, um valor estritamente numérico.