Como brincar de pega-pega

Autor: 
Cíntia Costa

Uma das mais antigas e tradicionais brincadeiras de criança, o pega-pega pode ser brincado em qualquer lugar. Existem muitas maneiras de brincar, mas as regras são simples: um corre, o outro tenta pegar. Rapidez e agilidade são alguns dos requisitos para se dar bem nesta brincadeira.

pega-pega


Quantos jogadores:
pelo menos três.

Onde se brinca: Este é um jogo para se brincar ao ar livre. Os melhores lugares são quadras, galpões e ruas sem movimento.

Regras:

Uma criança será o pegador ou caçador, e as outras, os fugitivos. Os participantes combinam as regras no início, decidindo o que servirá de proteção contra o pegador (chamada de pique, que pode ser um local, uma posição ou uma ação), o que será considerado ser pego e qual é o castigo para quem for pego.

Algumas das formas de brincar

  • Estátua ou pega-gelo: quem for pego deve ficar imóvel, só podendo voltar a se mexer se outro jogador tocar nele (essa regra não é obrigatória e deve ser definida antes do jogo começar). A brincadeira acaba quando o caçador conseguir pegar todos.
  • Agarra-agarra: o pegador deve agarrar os fugitivos. Quem for agarrado passa a ser ajudante do pegador.
  • Rela-rela: é considerado pego o fugitivo que for simplesmente tocado pelo caçador.
  • Pique-altinho ou Trepa-trepa: os fugitivos que subirem em alguma coisa (um banco, uma pedra etc.) estão protegidos do pegador.
  • Ajoelha-ajoelha, abaixa-abaixa ou abaixa-levanta: o pegador não pode atacar quem estiver ajoelhado ou agachado. Assim que o jogador levantar, porém, perde a proteção e tem que ser rápido na fuga.
  • Pique-corrente: quem for pego dá as mãos para o pegador e sai à caça com ele. A cada criança pega, o grupo caçador cresce formando uma corrente.
  • Pac-man: Desenha-se no chão um conjunto de caminhos em labirinto, como no saudoso jogo de videogame da década de 80. Os jogadores só podem andar dentro das retas. Um ou dois fazem o papel de caçador. Cada participante que for pego deve sentar no chão, tornando-se um obstáculo para os perseguidos. Apenas os caçadores podem pular as crianças sentadas.

Artigos relacionados

Fonte:

FRIEDMANN, Adriana in A arte de brincar: brincadeiras e jogos
tradicionais
. Petrópolis, RJ: Vozes, 2004

­