História

Autor: 
Jeff Tyson

Em 1988, a Sony firmou um acordo com a Nintendo para desenvolver um acessório de CD-ROM, conhecido como Super Disc, para o futuro lançamento do Super Nintendo. Devido a uma série de problemas contratuais e de licenciamento, o Super Disc nunca foi lançado. Em vez disso, uma versão modificada foi apresentada pela Sony em 1991, em um sistema chamado PlayStation

.


Uma olhada na parte de trás do PlayStation

O PlayStation original lia os Super Discs, CDs especiais interativos baseados na tecnologia desenvolvida pela Sony e Phillips chamada CD-ROM/XA. Essa extensão do formato CD-ROM permitia que dados de áudio, vídeo e computador fossem acessados simultaneamente pelo processador. O PlayStation também lia CDs de áudio e tinha uma porta para cartuchos que aceitava cartuchos de jogos do Super Nintendo. O PlayStation foi concebido como o núcleo de um centro de multimídia doméstico. A Sony fabricou somente cerca de 200 deles antes de decidir refazer o projeto.

O novo projeto, chamado de PlayStation X, ou PSX, eliminou a porta para cartuchos Super Nintendo e enfocou somente os jogos baseados em CD-ROM. O componente de hardware no interior do console também foi atualizado para assegurar uma experiência de jogo imersiva e sensível. Lançado no Japão em dezembro de 1994, e nos Estados Unidos e Europa em setembro de 1995, o PlayStation rapidamente se tornou o sistema mais popular disponível.

No Brasil, o Playstation One vendeu 2,5 milhões de unidades até 2005, segundo estimativas dos institutos de pesquisa Ibope, IDG Analysys e da Trevisan Consultores.