Console

Autor: 
Jeff Tyson

Vamos dar uma olhada nos componentes do interior de um PlayStation e quais são suas capacidades.


Quando você olha o interior de um PlayStation, pode ver o processador e os chips de memória
  • Processador: R3000A de 32 bits
    • velocidade do relógio do processador: 33,8688 MHz
    • MIPS (Milhões de Instruções Por Segundo): 30
    • velocidade do barramento: 132 MB por segundo
    • cache:
      • dados: 4 KB
      • dache de instruções: 1 KB
  • Gráficos:
    • resolução: máxima de 640 x 480 (cinco modos entrelaçados e quatro não entrelaçados suportados)
    • cores: máxima de 24 bits (16.777.216); outros modos suportados são de 4 bits (16), 8 bits (256) e 15 bits (32.768)
    • tamanho máximo de sprite (duende): 256 pixels de altura x 256 pixels de largura
    • renderização de polígonos: 360 mil polígonos por segundo
    • motor geométrico: fornece renderização por hardware adicional de polígonos para incluir sombreamento gouraud - por interpolação, mapeamento de texturas e efeitos de iluminação.
    • memória: 1 MB de RAM
    • codificador MPEG
  • Áudio:
    • canais: 24
    • taxa de amostras: 44,1 KHz
    • memória: 512 KB de RAM
    • efeitos digitais (envelopamento, repetição, reverberação)
    • suporte a MIDI
  • Memória: 2 MB de RAM
  • Sistema operacional: ROM proprietária de 512 KB
  • Mídia de jogos: CD-ROM
    • velocidade de transferência: normal 150 KB por segundo e 300 KB por segundo em dupla velocidade
    • suporte a CD de áudio
    • memória temporária: 32K

A CPU no PSX é um processador RISC. RISC em inglês significa conjunto reduzido de instruções computacionais, o que significa que as instruções e computações efetuadas pelo processador são mais simples e em menor quantidade. Além disso, os chips RISC são superescalares: podem efetuar múltiplas instruções ao mesmo tempo. Essa combinação de capacidades (executando múltiplas instruções simultaneamente e completando cada instrução mais rápido porque é mais simples) permite que a CPU tenha um desempenho melhor do que muitos chips com velocidade de relógio mais rápida.

Para reduzir os custos de produção, a CPU, os processadores gráficos e de áudio são combinados em um único circuito integrado de aplicativo específico, ou ASIC. Simplificando, o ASIC é um chip personalizado criado para gerenciar todos os componentes que, de outra forma, seriam manipulados por três chips independentes.


O PlayStation lê com laser os jogos de um disco CD-ROM/XA

Os jogos vêm em discos CD-ROM/XA licenciados que são lidos pelo laser, assim como os CDs comuns. Quando um jogo é colocado no console, acontece o seguinte:

  • você liga o aparelho;
  • o disco gira até a velocidade normal;
  • enquanto o disco está girando, o console carrega porções do sistema operacional da ROM para a RAM;
  • a seqüência de inicialização do jogo é carregada para a RAM;
  • você interage com o jogo por meio do controlador;
  • à medida que cada parte específica do jogo é solicitada, o código do aplicativo e a geometria de renderização do hardware são carregados na RAM, enquanto as porções de vídeo e áudio geralmente são transmitidas diretamente do CD;
  • a CPU coordena tudo: recebe a entrada do controlador, puxa os dados da RAM e direciona o processamento dos gráficos e do áudio.
  • ao terminar de usar, você desliga o aparelho.

 

Como todas as informações são apagadas da RAM quando a energia é desligada, você perderá todos os dados pessoais do jogo. Mas você pode salvá-los usando os cartões de memória flash especiais. O cartão é introduzido em uma das fendas na parte frontal do PSX, acima da porta do controlador.


O PlayStation perde todos os dados do jogo a energia é desligada, mas pode-se usar um cartão de memória Flash para salvar os dados