Desenvolvimento da realidade virtual

Autor: 
Jonathan Strickland

A NASA e o Department of Defense and the National Science Foundation financiaram boa parte da pesquisa e desenvolvimento dos projetos de realidade virtual.  />A CIA deu US$80.000 a Sutherland para a pesquisa.  />As primeiras aplicações foram principalmente na categoria de simuladores de veículos, além de serem usadas em exercícios de treinamento.  />Em virtude de as experiências de vôo em simuladores serem semelhantes, mas não idênticas a vôos de verdade, o exército, a NASA e as empresas aéreas instituíram políticas que exigiam pilotos para se ter um tempo de retardo significativo (pelo menos de um dia) entre um vôo simulado e um vôo verdadeiro caso seu desempenho real suportasse.

/>

boom display
Foto cedida pela NASA
Um BOOM Display usado pela NASA para simular o espaço

Durante anos, a tecnologia da RV esteve longe dos olhos do público.  />Praticamente todo o desenvolvimento concentrou-se em simulações de veículos até a década de 80.  />Então, em 1984, um cientista da computação chamado Michael McGreevy começou a experimentar a tecnologia da RV como uma forma de desenvolver projetos de HCI (human computer interface (interface de computador humano).  />A HCI ainda exerce um papel importante na pesquisa da RV; além disso, leva ao conhecimento da mídia a idéia de RV alguns anos depois./>

Jaron Lanier inventou o termo realidade virtual em 1987. />Nos anos 90, a mídia se prendeu ao conceito de realidade virtual e passou a trabalhar com ele.  />As propagandas deram a muitas pessoas uma expectativa fantasiosa do que as tecnologias da realidade virtual poderiam fazer.  />Como o público percebeu que a realidade virtual não era tão sofisticada como imaginava que fosse, o interesse acabou.  />O termo realidade virtual começou a desaparecer junto com as expectativas do público.  />Atualmente, os desenvolvedores de AV procuram não exagerar nos recursos ou aplicativos dos sistemas de AV, além de tenderem a evitar o termo realidade virtual.  />/>

Para obter mais informações sobre a realidade e os ambientes virtuais, verifique os links na próxima página./>