Como funcionam as redes sociais online

Autor: 
Dave Roos
Fotos de perfil

Escritor e designer faz estudo informal sobre o que as fotos de perfis dizem sobre quem são seus donos.

Leia mais em VEJA.com

Quando as pessoas ouvem o termo "rede social", pensam automaticamente em redes sociais online. Também conhecidas como sites de rede social, elas foram uma explosão em termos de popularidade. Sites como MySpace, Facebook e Linkedln estão entre os sete dos 20 Websites mais visitados no mundo, e o site de relacionamentos criado pelo Google, o Orkut, acabou virando o predileto dos brasileiros. Para muitos usuários, principalmente aqueles que ficam muito conectados e que fazem parte da chamada Geração Internet, as redes sociais online não são apenas uma maneira de manter contato, mas um modo de vida.

LinkedIn
Foto cedida por LinkedIn
No site LinkedIn, os adultos podem encontrar amigos de escola ou fazer contatos comerciais

Muitos dos recursos das redes sociais online são comuns para cada um dos mais de 300 sites de rede social existentes atualmente. A capacidade de criar e compartilhar um perfil pessoal é o recurso mais básico. Essa página de perfil normalmente possui uma foto, algumas informações pessoais básicas (nome, idade, sexo, local) e um espaço extra para que a pessoa informe suas bandas, livros, programas de TV, filmes, hobbies e Websites preferidos.

A maioria das redes sociais na Internet permite postar fotos, vídeos e blogs pessoais na sua página de perfil. Mas o recurso mais importante das redes sociais online é encontrar e fazer amigos com membros de outro site. Na sua página de perfil, esses amigos aparecem como links, assim os visitantes podem navegar facilmente na sua rede de amigos online.

Cada rede social online possui regras e métodos diferentes de busca e contato com amigos potenciais. A rede do MySpace é a mais aberta. No MySpace, você pode buscar e entrar em contato com pessoas em toda a rede, sejam elas membros afastados da sua rede social ou estranhos. Mas você só vai ter acesso às informações completas de seus perfis se elas concordarem em aceitar você como amigo e fazer parte da sua rede.

A rede do Facebook, que começou como um aplicativo de rede social de uma faculdade, é muito mais restrita e orientada a grupos. No Facebook, só é possível encontrar pessoas que estão em uma das suas "redes" existentes. Elas podem incluir a empresa onde você trabalha, a faculdade onde você estudou e até o seu colégio; mas você também pode participar de várias das centenas de redes menores "groups" criadas por usuários da Facebook, algumas baseadas em organizações reais, outras que só existem na mente de seus fundadores.

A LinkedIn, que é a rede social online mais popular para profissionais de negócios, permite que você busque cada um dos membros do site, e você também tem acesso aos perfis completos e informações de contato dos seus contatos já existentes, ou seja, as pessoas que aceitaram o convite para participar da sua rede (ou que convidaram você para participar da rede delas). No entanto, seus contatos podem apresentá-lo a pessoas que estão distantes de você duas ou três posições na rede maior da Linkedln. Ou você pode pagar um adicional para entrar em contato direto com qualquer usuário por meio de um serviço chamado InMail.

Redes do mal
As redes sociais tem o lado bom de aproximar pessoas de diferentes lugares, mas a facilidade de criar perfis e comunidades também tem um lado negro. Em março de 2008, o Orkut foi obrigado a revelar à polícia os dados de usuários pedófilos. A Polícia brasileira descobriu uma rede de pedofilia infiltrada nas páginas do Orkut e obrigou a empresa a revelar os dados dos usuários envolvidos . Em maio de 2006, a rede social foi obrigada a retirar do ar comunidades consideradas pelas autoridades como criminosas e racistas.

O Orkut, rede social do Google, é a mais popular entre os brasileiros. Seu uso é tão fácil que os brasileiros acabaram dominando a rede e são, hoje, 80% de seus usuários. Para fazer parte do Orkut antes era preciso ser convidado por algum membro. Mas o Google decidiu liberar o acesso e permitir a participação de todos. E uma vez cadastrado na rede, o usuário tem uma página pessoal onde pode adicionar, além de seus dados pessoais e profissionais, amigos, amigos dos amigos, amigos dos amigos dos amigos, criar comunidades online e participar das já existentes, enviar recados para sua rede de contatos e para quem ainda não faz parte dela, criar álbuns de fotos e paquerar, flertar, namorar. E, o mais importante para grande parte dos participantes, xeretar a vida das pessoas através das páginas de recados.

Neste artigo, vamos discutir como criar perfis online e como evitar a ação de hackers. Também vamos enfocar grupos específicos de rede social, desde aqueles destinados a profissionais de TI até os direcionados para aficionados por pares de tênis.

Consulte a próxima página para saber como criar perfis em uma rede social.